30 de Maio de 2019 | Humanos da Fotoploc
Nós: O projeto que move os Gnomos
Hadassa
O Nós é o projeto que dá sentido para os Gnomos nos momentos difíceis. É quando a gente consegue honrar as histórias dos humanos e realizar nossa missão. Nesse episódio contamos a história da Sônia e da Cyntia que superaram o câncer e nos contam como foi todo esse processo de descobrir a doença, passar pelo tratamento e os novos sonhos depois do câncer.

É com muita purpurina, arco-íris e unicórnios dançantes que anunciamos este projeto tão sonhado há tantos anos por Mérlin e Mobarak, projeto este que se tornou tão amado por nós, gnomos, pelo arrepio que sentimos da pontinha do cabelo até a unha do mindinho do pé ao ouvirmos sobre o NÓS. Mas afinal, o que que é esse projeto?

NÓS, de acordo com o dicionário gnorélio, é:

1.1 Honrar histórias de vida contando histórias de vida;

1.2. O combustível dos gnomos: Assim como um humano não vive sem ar, os gnomos não vivem sem o NÓS;

Hoje esse post não será diferente de tudo que o gnorélio define, vamos honrar histórias de vida. Afinal, este é o principal propósito dos gnomos: impactar o mundo honrando histórias de vidas que devem ser honradas. É sobre sensibilizar as pessoas a respeito do câncer, superar desafios e, sobretudo, é sobre empatia. 

Sônia e Cyntia são duas super-humanas que lutaram como mulheres, enfrentaram o câncer de mama com classe e superaram todos os obstáculos que lhes foram postos em suas vidas.

A humana Cyntia, 32 anos, descobriu o câncer aos 29 enquanto tomava banho e correu para marcar ginecologista. Ao chegar em seu médico, ele a informou que era um nódulo benigno, normal em mulheres jovens, mas indicou fazer o exame mesmo assim. Por descobrirem que o nódulo estava muito grande, foi encaminhada para o mastologista fazer a retirada e, assim que ela foi operada, descobriram que era maligno, era um câncer. 

A Sônia, 56 anos, descobriu o câncer em outubro de 2011, quando assistia um programa de tv sobre o câncer de mama e, sem querer, esbarrou a mão em seu peito e sentiu algo que lhe chamou atenção. No outro dia, de imediato, ela foi ao mastologista e descobriu que, de fato, tinha um nódulo em sua mama esquerda. Ela fez os exames e, para sua surpresa, ela não tinha somente um nódulo na mama esquerda e sim nas duas mamas. 

Aquele pensamento que todos têm quando falam sobre o câncer assombraram Cyntia e Sônia por completo, pois todos nós sabemos que ainda existe aquele pensamento pessimista sobre o câncer, de que ele é invencível e que não se pode fazer nada a respeito. Mas, contra todos esses pensamentos horríveis que às vezes vinham em suas mentes, elas se agarraram em pessoas que lhes davam esperança. Para Cyntia era impossível passar por tudo sem Deus a seu lado, seus amigos e família. Já para Sônia, sua família, principalmente seu marido e suas filhas, Deus e sua protetora Nossa Senhora da Graça, tiveram um papel primordial para que ela aguentasse firme na exaustiva luta contra o câncer. Na verdade, a fé que elas tiveram naquele momento, seja em quem for, as fizeram – de alguma forma – serem corajosas ao ponto de acreditarem que elas ficariam bem e passariam por todo o tratamento da melhor forma possível.

Chegaram os dias de luta, dias de tratamento com quimioterapia e radioterapia. Dias de cansaço, dias de baixo autoestima, os cabelos caíam, os seios não mais faziam volume em suas roupas, chegavam às vezes a nem se reconhecerem no espelho, como foi o caso da humana Sônia, mas elas sempre ergueram a cabeça e pensavam “isso vai passar”. 

Elas tinham o câncer, mas o câncer não as tinha! Elas lutaram, enfrentaram seus medos, chegaram a até se redescobrirem e se reinventarem para assim vencê-lo e adivinha? Elas venceram. 

Para ver na íntegra o Nós, em um vídeo super emocionamente, é só clicar nesse link bem aqui.


Para acessar o álbum que as humanas ganharam, é só clicar bem aqui. 

Sônia e Cyntia, o gnomundo agradece a honra de poder contar a história de vocês! 
 

31 de Janeiro de 2019 | Humanos da Fotoploc
A incrível história de amor a 3.874 km dos humanos Caio e Kelly
Essa poderia ser uma história de amor normal. Mas ela tem vários truvs e a Fátima Bernardes (sim).